O mundo da Pixel Art

Discussão em 'Artigos' iniciado por Emeks, Janeiro 10, 2018.

  1. Emeks

    Emeks Paint
    Membro

    Afiliado:
    Dezembro 9, 2017
    Mensagens:
    26
    Aprovações Recebidas:
    7
    Alguém aqui curte Pixel Art?

    [​IMG]

    O pixel art é uma forma de arte digital na qual as imagens são criadas ou editadas tendo como elemento básico os pixels. Elementos gráficos provenientes de sistemas computacionais antigos (ou relativamente limitados), como consoles de video games e telefones celulares seria considerados como pixelados.

    Todo artista profissional que gosta de tirar fotos artísticas acaba desenvolvendo um estilo próprio ou, pelo menos, um estilo que acaba adotando em boa parte de seu portfólio. A escolha por um estilo faz parte de criar uma identidade. O pixel art é uma forma de arte digital na qual as imagens são criadas ou editadas tendo como elemento básico os pixels. Elementos gráficos provenientes de sistemas computacionais antigos (ou relativamente limitados). A pixel art está mais presente no nosso dia a dia do que imaginamos. Os traços mais simples de várias imagens, dando origem aos “memes” das redes sociais”, circulam à nossa frente nas telas de computador, tablets e smartphones todos os dias. Essa simplicidade conquistou uma grande parcela dos jovens rendendo além de risadas, diversos produtos estilizados. Pode-se dizer que a familiaridade com a tecnologia seja o principal motivo para a modalidade estar tão popular. Nosso grau de proximidade com aquilo que é digital, ou seja, ver a vida não apenas através de sua retina, mas através de pixels, tem feito com que seja normal estar inserido nesse meio através das imagens “quadriculadas”, na forma mais básica de sua composição.

    [​IMG]

    História
    Talvez o conceito de "pixel art" tenha tomado uma grande proporção depois da obra inovadora do artista Paul Klee (Castelo e Sol (1928)), um pintor e poeta suíço naturalizado alemão, que tinha como influência várias tendências artísticas diferentes, incluindo o expressionismo, cubismo, e surrealismo.

    O termo "pixel art" foi usado pela primeira vez numa publicação de Adele Goldberg e Robert Flegal do Centro de Pesquisas da Xerox em Palo Alto em 1982. O conceito, entretanto, vem de dez anos antes. Por exemplo, o sistema de Richard Shoup SuperPaint de 1972, também na Xerox PARC. Para uma melhor compreensão das definições de pixel art, alguns termos devem ser considerados, como pixel, sistema e paleta de cores, explicados a seguir. Um pixel é o menor elemento endereçável em um dispositivo eletrônico de saída de vídeo, através dele pode-se mapear uma cor com o objetivo de formar uma representação visual para o usuário em uma matriz (LYON, 2006).

    O pixel está limitado ao sistema de cores que a máquina utiliza. Entre eles está o RGB que utiliza uma combinação das cores vermelho, verde e azul para exibir uma paleta de mais de 10 mil cores. Uma paleta de cores, em computação gráfica, corresponde a uma combinação finita de cores que podem ser representadas em um dispositivo de saída gráfica (MILLER, 1995). A quantidade de cores varia de acordo com a evolução do hardware.

    Em hardwares mais antigos, a limitação de cores gerava figuras menos realistas, logo, era necessário ter criatividade para representar as mais variadas formas em um computador. O termo pixel art foi utilizado pela primeira vez por Goldberg e Robert em 1982, que era descrito como a arte trabalhada a nível de pixel. A limitação antigamente do uso do pixel art era apenas no uso de games.

    Invader é o pseudônimo de um artista francês urbano nascido em 1969, que usava em suas artes (80's-70's) imagens 8-bit de vídeo-games famosos da época. Invader fez mosaicos na cidade de Nova York e Hong Kong. Ele marcou edifícios históricos e outros locais. Em 31 de dezembro de 1999, ele colocou um mosaico na letra D do Signo de Hollywood para marcar o erro Y2K . Durante viagens subsequentes a Los Angeles, ele colocou mosaicos nas outras oito letras do sinal.

    Em junho de 2011, Invader marcou a instalação de sua 1000ª obra em Paris com uma exposição na La Générale intitulada 1000. Desde 2000, ele instalou mais de 70 obras em torno de Hong Kong. Em junho de 2011, a Invader criou mosaicos em 77 cidades com 2.692 invasores espaciais, que compõem cerca de 1,5 milhão de telhas cerâmicas; 19 "mapas de invasão" foram publicados.

    Fonte: Wikipédia e sites.

    [​IMG]
    Artista: fool (DA)​
     
    #1
  2. Karma

    Karma Paint
    Moderador Moderador Membro

    Afiliado:
    Maio 23, 2015
    Mensagens:
    79
    Aprovações Recebidas:
    5
    Acho da hora esses tipo de trampo.



    ;
     
    #2
  3. nifle

    nifle FireWorks
    Moderador SyS OP Moderador Membro NEWS

    Afiliado:
    Maio 23, 2015
    Mensagens:
    285
    Aprovações Recebidas:
    107
    Muito foda
     
    #3

Compartilhe esta Página